Mercado – Marcenaria

Matéria para a Revista SketchUp Brasil – Clique aqui para ver a revista completa!

Dos humildes berços aos suntuosos caixões, os objetos feitos de madeira têm acompanhado as nossas vidas desde os tempos mais remotos. Não dá para negar que o seu uso e a forma como são projetados, vem tomando novos formatos nos últimos anos. Dentre as opções disponíveis, hoje podemos escolher projetar usando um computador e, como estamos numa comunidade de amantes de SketchUp, nada mais justo que falar sobre o emprego deste programa, não estou certo?

Reportagem: André Meireles Barbosa e Daniel Riglione Reple

Redação: André Meireles Barbosa

Revisão e edição: Daniel Riglione Reple e José Osvaldo Henrique

O uso do SketchUp vem crescendo de forma exponencial nos últimos anos no setor de móveis e marcenaria, devido a sua já tradicional facilidade de uso e principalmente pelo desenvolvimento de plugins específicos para a área por diversas empresas e desenvolvedores autônomos. Além disso, o SketchUp tem uma versão gratuita, destinada a projetos pessoais e para o aprendizado, o que favorece muito a atração de novos usuários!

Para a venda de móveis junto ao cliente, apesar do SketchUp ser extremamente rápido e intuitivo, muitos usuários mais antigos do Promob ainda sentem muitas dificuldades em migrar para o SketchUp, pois o Promob é mais simples e fácil de aprender e geralmente tem resultados que satisfazem suas atuais necessidades, pois é destinado exclusivamente para este setor e conta com uma biblioteca de moveis bem consistente para o mercado nacional, porém não é tão simples, quanto o SketchUp, quando se faz necessária alguma alteração mais complexa na modelagem dos móveis e a apresentação final também tem suas limitações.

Principais pontos que devemos levar em conta antes de iniciar um projeto no SketchUp:

1. Conhecer o objeto que deseja modelar;

2. Configurar a unidade de medidas para centímetro ou milímetro;

3. Usar medidas reais com o auxilio da trena;

4. Desenhar próximo do eixo das origens;

5. Usar grupos em peças que não se repetem e componentes em peças que se repetem;

6. Escolher texturas compatíveis com o modelo.

Estes estão na ordem de importância. O primeiro, evita que objetos sejam desenhados sem um motivo específico, sem função definida, ou que algo esteja faltando.

O segundo e terceiro itens são para que o seu modelo tenha coerência com objetos reais, mantendo a proporção e características físicas.

Você provavelmente está fazendo algo que será produzido e usado pelas pessoas, então nada mais justo que, por exemplo, uma cadeira de criança tenha medidas para ser usado por crianças, o mesmo vale para móveis usados por adultos.

Quando se está modelando um móvel, algo que fará parte do interior de uma residência, este poderá ser importado no projeto de outras pessoas, que poro sua vez, poderão utilizar outros componentes em seus modelos. Quanto mais longe um modelo está da origem dos eixos, quando é criado, mais chances ele terá de provocar o efeito de “desaparecer coisas”, ou “algo cortando seu desenho”, fenômeno chamado de Clipping Plane. Portanto, essa é a função do quarto item, evitar o Clipping Plane em projetos que seu modelo for utilizado.

Para evitar que tenhamos mais de um elemento (linha ou face) igual na mesma posição, tornando nosso projeto desnecessariamente mais pesado, o SketchUp une esses elementos quando identifica que isto está ocorrendo. Apesar de ser extremamente importante para o bom funcionamento da modelagem, isso pode causar alguns problemas quando precisamos fazer algum tipo de edição em partes separadas desta, por isso temos disponível uma função de grande utilidade, a opção de transformarmos um conjunto de elementos em um Grupo, oque possibilita a edição desse conjunto de arestas e faces separadamente, sem afetar o restante do projeto. Para evitar possíveis problemas e deixar sua modelagem mais organizada, recomendase que transforme em Grupo quaisquer partes de objetos que forem elementos separados no mundo real, como por exemplo o tampo de uma mesa e seus pés, cada uma dessas partes deve ser um grupo separado.

Temos outra opção, que a principio nos parece ter a mesma função do Grupo, mas que na verdade é mais complexa, o Componente, que é utilizado para facilitar a edição de várias cópias de um objeto ao mesmo tempo em um projeto e também torna-lo mais leve, para o caso de existirem cópias de um objeto.

Grupos podem conter outros Grupos e até mesmo Componentes, assim como Componentes podem conter Grupos e outros Componentes.

Além dos Grupos e dos Componentes, se você é um usuário do SketchUp Pro, também pode criar um Componente Dinâmico, ao qual é possível adicionar diversos tipos de atributos, que podem agilizar trabalhos com objetos que têm variações previstas de algumas características de um projeto para outro, e também podem tronar a apresentação de para clientes muito mais atrativa, rápida e divertida! Alguns exemplos de Componentes Dinâmicos são os objetos em que com apenas um clique sobre o mesmo você pode alterar a cor ou abrir uma parte dele, como uma gaveta, ao alterar a largura de um armário você não altera a espessura das paredes dele, etc.

E por último, temos as famosas texturas que contribuem para o tamanho final do arquivo. Pense com carinho ao escolher a sua textura, se o seu modelo é algo pequeno, sem muito destaque, use texturas com resolução média ou baixa. Por exemplo, livros, não há motivos para usar um arquivo JPG com 2000 x 1600 pixels de resolução, com tamanho de 4 MB, imagine 10 ou 20 livros diferentes sendo usados, seu arquivo vai ficar enorme!

Portanto, saiba escolher a textura ideal, ou deixe no modelo uma textura de menor resolução e junto com o arquivo outra em alta resolução, para o caso de ser necessária em algum projeto específico.

Principais plugins, de grande utilidade, muitas vezes até indispensáveis, para projetos de marcenaria:

1. Plugins para preparar modelos para máquinas de corte: CutList, MaxCut e CutMap.

2. Plugins para móveis planejados: Gabster, Bomizer, 2016 Click-Kitchen, GKWare Cabinet Maker, Oob cabinets, EASYSKETCH Kitchen Design Plugin e RED.

3. Plugin para modelagem de encaixes de madeira: K2WS Tools.

4. Plugin para fazer diversas modificações interessantes em objetos: FredoScale.

5. Plugins para exibir seus objetos explodidos: Eclate Deplace, ExplodeImplode e View Parts.

6. Plugin para gerar lista de custos de materiais para exportar para o Excel: Inventory 3D for Excel.

Autor: Daniel Riglione Reple
Categoria: Áreas Abrangidas pelo SketchUp
Data: junho 9, 2016
Comentários:

Desculpe, nenhum post encontrado com estes critérios.

5 Respostas
  1. para nós marceneiros está claro o que diz a reportagem, a cada dia recebemos de nossos parceiros vários projetos que antes vinham em forma de planta do CAD apenas em 2D e hj vem tudo em sketchup 3D o que facilita muito pra nós marceneiros no entendimento do que eles querem propor. Nós marceneiros que utilizamos o sketchup temos nele uma indispensável ferramenta de venda pois o cliente entende perfeitamente sua proposta, a apresentação ao cliente num notebook por exemplo que permite fazer pequenas alterações ou combinações de cores ao vivo e a cores passam ao cliente a confiança que falta pra fechar o negócio, eu como proprietário de marcenaria posso afirmar que de 10 orçamentos que passo, no minimo 9 são concretizados graças a esse ferramenta

  2. Boa tarde, além desses plugins, existem também os plugins WPS, onde geram orçamento, lista de material, plano de corte, CNC, entre outros. Abaixo o site que fala a respeito – http://wpsconsultoria.com/site/portfolio/3d/ – Obrigado.

  3. Conheça a DinaBox, o mais novo plugin para SketchUp voltado para o setor moveleiro. Com ele, você poderá criar projetos de interiores de um jeito fácil e rápido, além de auxiliá-lo na execução dos mesmos, uma vez que o plugin dispõe de ferramentas para a geração de planos de corte, orçamento, lista de materiais necessários e muito mais. Saiba mais em: http://dinabox.net/ 

Deixe uma resposta

Você precisa estar logado para comentar.